Monastério do Caos – Peter Carroll

A qualquer momento, membros do pacto poderão dignar-se a seguir as observâncias de Monges e Monjas do Caos e farão isso por tanto tempo que desejarem. Estas observâncias veem em três formas: o baixo monastério, o alto monastério e o altíssimo monastério. O propósito das três formas é o mesmo, ou seja, renovar e fortalecer a dedicação e disciplina dos praticantes em seus trabalhos como caoístas.

As observâncias do Monastério do Caos não devem ser feitas por um período menor do que o de uma semana. Não existe período máximo, mas quando o compromisso for feito por um período de tempo não determinado, ele deveria ser oficialmente encerrado quando necessário no lugar de entrar em desuso gradual.

Monges e Monjas do Caos são completamente livres para determinarem o tamanho de seu monastério, seja ele nacionalmente definido ou mesmo considerado como o planeta inteiro, entretanto uma restrição bem direcionada pode maximizar os resultados desta prática.

As observâncias sugeridas devem ser consideradas como mínimas de modo a serem complementadas pela Vontade e criatividade de cada praticante. Para iniciar o monastério do Caos o Monge ou Monja devem organizar um juramento solene, segundo o modelo abaixo e assina-lo se possível, na companhia de seus irmãos e irmãs de pacto.

O juramento deve então ser levado o tempo todo com o magista de alguma forma até o final do período de observâncias. O cartaz não deve ser menor do que uma bengala em altura e embora possa ser deixado em um quarto ou armário, deve estar o tempo todo com o caoísta, sendo levado de lugar em lugar.

Modelo de Juramento:

Eu, irmão/irmã ____________ comprometo-me a observar o Baixo/Alto/Altíssimo Monastério como um verdadeiro Monge/Monja do Caos. Daqui por diante, por um período de ____________ eu testifico que irei: (escolha agora as observâncias adicionadas de quaisquer compromissos adicionais)

Baixo Monastério:

Carregar um cajado por todo o tempo.

Executar um ritual de banimento ao acordar e ao deitar.

Manter um diário de meus sonhos.

Realizar um ritual mágico cerimonial todo dia.

Dedicar qualquer gnosis sexual a magia.

Alto Monastério:

Observar todos os compromissos do Baixo Monastério.

Realizar um Segundo ritual mágico todos os dias.

Visualizar um Sigilo do Caos, a cada hora cheia em que estivar acordado.

Altíssimo Monastério:

Observar o Baixo e o Alto Monastério.

Executar um terceiro ritual todos os dias.

Visualizar um Sigilo do Caos, a cada hora cheia.

Notas e Observações

Os rituais diários podem consistir em uma Missa do Caos ou Auto da Fé, ou qualquer ritual de Evocação, Divinação, Encantamento ou Iluminação de peso similar.

Por dedicar toda gnosis sexual a magia, o monge ou monja afirmam que qualquer ato sexual realizado durante seu compromisso deve ser usado para o lançamento de feitiços, divinação, invocações ou propósitos mágicos similares.

As horas cheias usadas na visualização do Sigilo do Caos, podem ser facilitadas pelo uso de um despertador no caso das visualizações noturnas.

A considerável inconveniência de se carregar um cajado incrementa a vigilâncias para os demais aspectos e serve de lembrete contínuo do compromisso do monastério. Também funciona como uma insígnia aos demais membros do pacto que devem estar atentos para ajudar o Monge ou Monja da maneira que lhes for possível. Também tem a função de fetiche, de modo que caso o trabalho revele-se medíocre e as observâncias não sejam seguidas ele deve ser destruído. Se o trabalho prossegue satisfatoriamente o cajado poderá ser mantido como troféu e objeto de poder do magista. É recomendável gravar sobre o cajado um registro das observâncias a serem seguidas. Assim 127 significa que o baixo Monastério será seguido por um período de vinte e sete dias, 333 que o Altíssimo Monastério será seguido por trinta a três duas

O Monastério do Caos tem garantido que o Sigilo do Caos seja visualizado pelo menos uma vez a cada hora cheia em algum lugar do planeta Terra.



Últimos Vídeos do Canal



Últimos Posts no Blog

Ritual Caótico do Choque de Egrégoras

Ritual Caótico do Choque de Egrégoras

O Ritual Caótico do Choque de Egrégora é essencialmente um Ritual de Assunção Forma-Deus, embora possa ser utilizado para qualquer fim que o operador quiser. O "Choque de Egrégora" no nome foi colocado para desmistificar a ideia de que egrégoras diferentes não podem trabalhar juntas, portanto o ritual não é para chocar engrégoras e sim para fazê-las trabalhar em sinergia para um mesmo propósito.
O que são Servos Astrais?

O que são Servos Astrais?

Servos Astrais podem ter os mais diversos conceitos dependendo do sistema, paradigma ou crença que você utilize. Na filosofia da Magia do Caos é convencionado que Servos Astrais são Formas-Pensamento. Diferente dos Sigilos que são apenas a representação de um intento (intenção, desejo), os Servos Astrais são representações de Habilidades, Características ou Arquétipos. Formas-Pensamentos são literalmente pensamentos que tomaram forma. Os pensamentos em […]
Contrato com Servos Astrais

Contrato com Servos Astrais

Muitas pessoas tem dúvidas sobre o tal “contrato” de ativação de servidores, mas rola uma confusão sobre a questão. O contrato do servidor é simplesmente a ficha do servidor, ou seja, ao criar o servo astral você faz o “contrato” que basicamente é a descrição das características do servidor e da forma como ele deve funcionar. No entanto […]
Ensaio sobre o EGO

Ensaio sobre o EGO

Dissecando o mecanismo do ego, para deixar de ser escravo desse mecanismo
Como criar um Servo Astral

Como criar um Servo Astral

Passo a passo de criação de um Servo Astral com seus requisitos essenciais e opcionais.


Últimos Textos da Biblioteca

A Origem do Satanismo na Maçonaria – PDF

A Origem do Satanismo na Maçonaria – PDF

Autor: Arthur Edward Waite Baixar A Origem do Satanismo na Maçonaria em PDF
A Difícil Missão de ser Ambidestro

A Difícil Missão de ser Ambidestro

A ideia de Mão Esquerda e Mão Direita vem do Vāmācāra Tantra (Tantra da Mão Esquerda) e do Kaulācāra Tantra (Tantra da Mão Direita); a primeira, diz respeito a deificar o que é comumente visto como demoníaco: “(...) comeis ricas comidas e bebeis vinhos doces e vinhos que espumam! Também, tomai vossa fartura e vontade de amor como quiserdes, quando, onde e com quem quiserdes!”; ou, como diria Menudo: “Não se reprima!”.
Anjos Fósseis – Alan Moore

Anjos Fósseis – Alan Moore

Fossil Angels é uma espécie de “ensaio-manifesto” que trata basicamente do estado da magia e espiritualidade no mundo atual, onde Alan traz críticas ácidas e contundentes a todos os demais magos e místicos, juntamente com conselhos preciosos e um otimismo implícito em relação a um possível futuro mais pleno de espiritualidade, tudo permeado com a mais fina ironia, numa linguagem por vezes rude e brutal, por vezes impregnada do bom humor britânico.
Manual da Baderna Mágicka – Magickando

Manual da Baderna Mágicka – Magickando

Manual da Baderna Mágicka é um manual prático de magia ativista feita pela galera do Magickando
Santos SÃO Servidores

Santos SÃO Servidores

Os santos católicos, assim como as entidades da Umbanda, são servidores.