Apesar da foto ser do Energizador de Sigilos ela é apenas para ilustrar essa forma de trabalhar.

Desde que comecei a trabalhar com servos públicos criei uma forma diferente de me conectar a eles, não trabalho com pedidos diretos, mas sim com a conexão com vários servos e ativação de habilidades nos momentos necessários.

Para isso primeiro me conecto com todos eles, não ao mesmo tempo, mas conforme vou acrescentando ao meu panteão interno. Essa primeira conexão pode ser feita de qualquer uma das formas descritas em Como se conectar aos Servos Astrais.

Os símbolos como satélites

A maioria das pessoas usam servos para tarefas específicas, normalmente com algum desejo em mente. O trabalho com servos orbitais é diferente, em geral é por invocação e não evocação, e também não se dá através de pedidos, como se eles fossem gênios da lâmpada, mas sim para adquirir suas habilidades.

A ideia é sempre que necessário você possa ativar a habilidade e o grande truque é manter os servos em mente, lembrar deles de forma que você se condicione a conectá-lo com certas atividades.

Portanto sempre que for estudar basta lembrar da The Librarian, A Professora, ou algum servo que você tenha feito. Ao ir pra balada já ativar a The Carnal. Ou quando estiver em uma situação de risco já deixar a Triz ou The Protector ativo.

Observe que a forma de usar é parecida, o grande truque é lembrar deles, para isso você deve conectar o servo a certas situações de sua vida.

Dicas de uso

Essa forma de trabalhar funciona bem para quem está no caminho do auto-desenvolvimento, aprendendo coisas novas, acabando com vícios ou cultivando virtudes. Em resumo para qualquer tipo de de trabalho de melhoramento contínuo.

A escolha se faz observando todas as habilidades necessárias para atingir seu objetivo final. Você pode usar tanto servos públicos como criados por você mesmo ou misturar tudo, inclusive com sigilos.

Você pode mantê-los visíveis até que você consiga lembrar deles sempre. Pode ser no papel de parede, desenhados, gravados no Energizador, etc. O que importa é você ficar lembrando deles todos os dias até que não precise mais ver os símbolos para lembrar.

Quanto mais você lembrar e usar, mais conectado com eles, e mais eles funcionam e se apresentam nos momentos necessários.

Banimento

Nesse caso o banimento se faz simplesmente quando você para de lembrar e usar, pois eles são alimentados exatamente pela lembrança.