Exú

Meditar com o Símbolo *

Exu (Èsù) é a figura mais controversa do panteão africano, o mais humano dos orixás, senhor do princípio e da transformação. Seus domínios são o Sexo, Prazer, Magia, União, Poder e Transformação.

Descrição

Orixá da comunicação e dos caminhos, encruzilhadas. É Exu, esta divindade tão querida no culto a Orixá, quanto mal compreendida fora dele, que é o responsável pelo contato entre homens e Orixás.

Exu (Èsù) é a figura mais controversa do panteão africano, o mais humano dos orixás, senhor do princípio e da transformação. Deus da terra e do universo; na verdade, Exu é a ordem, aquele que se multiplica e se transforma na unidade elementar da existência humana. Exu é o ego de cada ser, o grande companheiro do homem no seu dia-a-dia.

Muitas são as confusões e equívocos relacionados com Exu, o pior deles associa-o à figura do diabo cristão; pintam-no como um deus voltado para a maldade, para a perversidade, que se ocuparia em semear a discórdia entre os seres humanos. Na realidade, Exu contém em si todas as contradições e conflitos inerentes ao ser humano. Exu não é totalmente bom nem totalmente mau, assim como o homem: um ser capaz de amar e odiar, unir e separar, promover a paz e a guerra.

O maniqueismo, próprio das grandes religiões monoteístas, não se aplica ao Candomblé, muito menos a Exu. A cultura africana desconhece oposições, em especial a oposição entre bem e mal; sabe-se aqui que o bem de um pode perfeitamente ser o mal de outro, portanto, cada um deve dar o melhor de si para obter tudo de bom na sua vida, sempre cultuando, agradando e agradecendo a Exu, para que ele seja, no seu quotidiano, a manifestação do amor, da sorte, da riqueza e da prosperidade.

Exu é o orixá que entende como ninguém o princípio da reciprocidade, e, se agradado como se deve, saberá retribuir; quando agradecido pela sua retribuição, torna-se amigo e fiel escudeiro. No entanto, quando esquecido é o pior dos inimigos e volta-se contra o negligente, tirando-lhe a sorte, fechando-lhe os caminhos e trazendo catástrofes e dissabores.

Exu é a figura mais importante da cultura iorubá. Sem ele o mundo não faria sentido, pois só através de Exu é que se chega aos demais orixás e ao Deus Supremo Olodumaré. Exu fala toda as línguas e permite a comunicação entre o orum e o aiê, entre os orixás e os homens.

Exu é o dono do mercado, o seu guardião, por isso todo o comerciante e aqueles que lidam com venda devem agradar a Exu. As vendedoras de acarajé, por exemplo, oferecem sempre o primeiro bolinho a Exu, atirando-o à rua, não só para vender bem, mas também par afastar as perturbações, evitar assaltos etc., ou seja, para que Exu seja de facto um guardião e proteja o seu negócio.

É importante ressaltar que Exu não tem amigos nem inimigos. Exu protege sempre aqueles que o agradam e sabem retribuir os seus favores.

Exu foi a primeira forma dotada de existência individual. Não se sabe ao certo a sua região de origem em África, pois em todos os reinos se presta culto a Exu. Sabe-se, no entanto, que chegou a ser rei de Kêtu. Exu renasceu várias vezes e a sua história revela que é filho de Orunmilá ou de Oxum, dependendo do momento em que renasce.

Características dos filhos de Exu

Os filhos de Exu são alegres, sorridentes, estão sempre de bem com a vida, são ambiciosos, extrovertidos, espertos, inteligentes, atentos. Sabem como ninguém ser sociáveis e diplomáticos, pois conhecem o valor de uma boa amizade, fazem questão de manter o maior número possível de amigos.

Rapidamente, os filhos de Exu se tornam pessoas populares, amadas por uns, odiadas por outros. Extremamente dinâmicos, os filhos deste orixá não se desanimam nunca, mantêm sempre a certeza de que as coisas, mais cedo ou mais tarde, acabam por mudar a seu favor.

Pessoas com impressionante facilidade de comunicação, boa lábia, com charme conseguem tudo o que querem. Irônicas e perigosas, costumam manter uma vida sexual bastante agitada, sem pudores. São pessoas extremamente rápidas, que não pensam: fazem.

Os filhos de Exu possuem uma facilidade impressionante para entrar e sair de confusões, são do tipo que arma a bagunça, sai ileso e ainda se diverte com as consequências. Esquecem facilmente as ofensas, não guardam rancor, mas não perdem a oportunidade de se vingar. Gostam da rua, das festas e das conversas intermináveis, comportamento próprio de um orixá que é só alegria.

Dia da semana: Segunda-feira e Sexta-feira
Saudação: Laroiê Exu – Coba Laroiê.
Cores: Preto, vermelho.
Símbolos: Tridente, ogó, cabaças pequenas e o pênis.
Onde recebe oferendas: Nas encruzilhadas, nas estradas, nos cemitérios, etc.
Principais oferendas: Velas, charutos, galinhas, carne, marafo, farofa, cebola roxa, óleo de dende.
Bebida: Marafo (Aguardente) e água.
Elemento: Terra
Algumas ervas: Pinhão Roxo, Arruda, Eucalipto, Salgueiro, Jurubeba, etc.
Animais: Bode, cabra, galinha da angola.
Comida: Carne vermelha com muito azeite de dendê, alho, cebola roxa e farofa amarela.
Domínio: As encruzilhadas e estradas.
Particularidade: Combate as magias negras, imprimi respeito, trabalha com a quebra de demandas e é o grande guardião das estradas e encruzilhadas.
Características: Perverso, astuto, leal, vaidoso, ambicioso, etc.

Magick

Para conseguir favores de Exú

Primeiro queremos lembrar que exú nada tem a ver com o diabo do catolicismo, ao contrário: A palavra exú em dialeto yorúba, significa esfera, e foi criado para que levasse aos orixás nossos pedidos, e, também é o responsável pela procriação de nossa raça. Este orixá mora nas encruzilhadas, pois ela representa os caminhos que nos levam ao encontro de nosso destino, e as dúvidas que sempre nos acometem na hora de tomarmos qualquer decisão. Então devemos invocá-lo com muito respeito, afinal a ele está entregue a missão de nos proteger e guardar nossas estradas.

Para que exú nos ajude a encontrar um bom emprego:

Materiais necessários:
01 alguidá médio
01 kg de farinha de mandioca
01 vidro de azeite de dendê
01 vela vermelha
50 cm de morim vermelho
01 garrafa pequena de aguardente de cana
03 moedas de qualquer valor
01 charuto
01 cx. de fósforo

Se pega o alguidá, coloca-se a farinha de mandioca, adiciona-se o azeite de dendê, e vamos fazendo uma farofa, mexendo com as mãos e pedindo a exú que nos ajude a encontrar um bom emprego etc., então passamos também as moedas em nosso corpo, pedindo fartura…, e as colocamos enfiadas na farofa, pegamos o morim esfregamos em nosso corpo, do pescoço para baixo, assim como se tivéssemos nos limpando, e pedindo a exú para que tire de nosso caminho todo mal, olho grande, etc.

Feito isto, levamos tudo a uma encruzilhada (cruzeiro) e lá chegando pedimos licença a exú, jogando um pouco de cachaça nos cantos, depois se acende a vela em um dos cantos, forramos o morim ao lado, colocamos em cima o alguidá, acendemos o charuto e, colocamos ao lado junto com o fósforo. Feito isto podemos esperar que em breve teremos a resposta que precisamos.

Para que exú afaste o olho grande de nossa casa ou empresa:

01 alguidá pequeno
Farinha de mandioca
dendê
Um copo
cachaça
01 vela vermelha ou branca
01 fava olho de boi

No alguidá, fazemos uma farofa, misturando com as mãos o dendê, e vemos pedindo a exú para afastar de nós todo olho grande, inveja e etc. Colocamos por cima a fava olho de boi, depois, colocamos no pátio em um local escondido, acendemos a vela e, colocamos um copo com cachaça. Depois é só trocar de 07 em 07 dias e, a inveja nunca mais irá nos alcançar.

Ebó (limpeza) para que exú afaste toda praga e perseguição

01 alguidá grande
01 pacote de milho de pipoca
dendê
01 vela branca

Em uma panela, coloque um pouco de dendê, e estoure as pipocas no mesmo. Depois coloque as pipocas em um alguidá, e quando esfriar leve em uma encruza, lá chegando acenda a vela pedindo a exú, que leve toda praga, atraso, feitiçaria, etc. então pegue as pipocas e vá passando pelo corpo (da cabeça aos pés), dizendo: Laroiê exú, que através de sua força, retire todo mal que tiver em minha vida, abrindo meus caminhos e me trazendo a paz, a saúde e prosperidade.
Ao chegar em casa, tome um banho de asseio com sabão de coco, e, depois um de água com açúcar e acenda uma vela com um copo com água em um local mais alto que sua cabeça e reze um pai nosso e uma Ave Maria para seu anjo da guarda.

Para que exú traga a pessoa amada de volta:

01 prato branco raso
Farinha de mandioca
mel
02 velas brancas

No prato coloque o nome da pessoa amada escrito 03 vezes em um papel branco, faça a farofa de mel e coloque por cima,
Em uma das velas escreva o nome da pessoa dos pés da vela para o pavio, então corte a ponta, vire-a de cabeça para baixo e, faça um outro pavio, a outra deixe inteira. Leve no pátio de sua residência e entregue à Maria Padilha com as velas acesas, pedindo a ela para que tire as forças da pessoa, e que traga de volta o mais rápido possível.

Para obter caminhos abertos sob a influencia de exú;

02 pratos
01 kg de farinha de mandioca
dendê
mel
02 velas brancas (comum)

Em casa com uma vela acesa, faça uma farofa crua de dendê e vá pedindo a Exú, para abrir seus caminhos, tirar o olho grande, as pragas, os atrasos etc., então vá jogando a farofa de dentro de seu pátio até o cruzeiro, fazendo os mesmos pedidos. Lá chegando deve Ter uma outra pessoa lhe esperando com a outra vela acesa e em um prato a farofa de mel. Então venha jogando aquela farofa do cruzeiro até sua casa, pedindo a Exú que traga a paz, a saúde o emprego…

Oferenda a Exú Tranca Rua das almas para abertura de caminhos:

01 alguidá médio
01 pacote de milho de pipoca
dendê
01 vela branca
03 moedas correntes

Em uma panela colocar um pouco de azeite de dendê, e, estourar as pipocas, depois colocá-las no alguidá e por cima as 03 moedas correntes. Levar em um cemitério e colocar nos pés da cruz das almas e fazer os pedidos à Tranca Rua das almas.

Oferenda para pedir algo impossível a Exú João Caveira

01 alguidá médio
01 pacote de milho de pipoca
01 bife de porco
03 moedas
dendê
01 vela branca
01 copo virgem
01 garrafa pequena de cachaça

Em uma panela untada com o dendê, estourar as pipocas, depois se frita o bife no dendê, sem queimar e colocar por cima das pipocas, por cima do bife colocar as moedas, levar nos pés de uma sepultura, e arriar com o copo com cachaça e a vela branca pedindo a João Caveira que resolva aquele problema. O resto da cachaça deixa-se ao lado sem entornar. João caveira resolverá seu problema em poucos dias.

Oferenda para que Exú da meia noite afaste as perseguições de nossa vida

01 alguidá médio
01 pacote de farinha de mandioca
02 cebolas brancas (médias)
dendê
01 vela vermelha
01 garrafa de cachaça
01 copo virgem
01 charuto
01 caixa de fósforos
01 bife
Primeiro corte uma das cebolas em pedaços bem pequenos, depois em uma panela coloque-a para fritar no dendê, deixe-a dourar e adicione a farinha de mandioca, então vá mexendo até que se transforme em uma farofa bem sequinha, coloque-a no alguidá. Depois frite o bife em dendê e coloque por cima da farofa. A outra cebola, corte-a em 07 rodelas e cubra a farofa e o bife com as mesmas. Leve em uma encruzilhada e, entregue com as duas velas, o copo com cachaça e coloque a garrafa ao lado, acenda o charuto e ponha ao lado da obrigação juntamente com a caixa de fósforos.

Banho para Maria Padilha nos trazer alguém que desejamos

Pétalas de 07 rosas vermelhas
01 champanhe
01 vidro de perfume
01 panela
01 prato raso
Farinha de mandioca
01 vela branca

Em uma panela coloque um pouco de água para ferver, após a fervura, desligue o fogo e adicione: 07 vezes o nome da pessoa, mel, as pétalas de rosa e 21 gotas do perfume, e deixe esfriar. Quando estiver frio ou morno, tome-o do pescoço para baixo, sendo que as pétalas e o papel com os nomes você deverá recolher. Então faça uma farofa crua de mel, coloque o papel no fundo prato e por cima a farofa, cubra tudo com as pétalas de rosa e leve em uma encruzilhada e ofereça a Maria Padilha com a vela acesa para que traga a pessoa para você.

Outro banho para Maria Padilha trazer de volta um amor

Em uma panela, coloque para ferver: água, canela em casca, cravo da índia, açúcar cristal, casca de maçã bem vermelha, e o nome da pessoa escrito 07 vezes. Após a fervura deixe esfriar e quando estiver bem morno, tome o banho do pescoço para baixo, recolhe os ingredientes do chão, coloque em um pedaço de pano vermelho, em forma de trouxa e leve em uma praça perto de uma encruzilhada. Chegando lá, escolha uma árvore bonita e coloque a trouxa de modo que fique escondida no tronco, e faça seus pedidos à Maria Padilha, não é necessário acender vela. Quando chegar em casa, acenda uma vela para a pessoa amada atrás da porta da sala e diga: fulano… pelas forças de Maria Padilha, tu só terás sossego quando vier até a mim. Acenda vela durante 07 dias.

Para Cigana ajudar a sair um casamento

01 balaio com alça
05 espelhos redondos e pequenos
01 garrafa de vinho
07 velas (uma de cada cor) menos pretas
200gr de semente de girassol
200gr de arroz com casca
200gr de grão de bico
200gr de ervilha seca
200gr de lentilha
200gr de grãos de trigo
200gr de grãos de aveia
05 qualidades de doces
Incenso em palito
01 jogo de baralho
01 pandeiro pequeno
01 MT de cetim vermelho
01 taça

Dentro do balaio coloque o nome da pessoa com os pedidos, por cima vá colocando os grãos, enfeite em volta com os espelhos e vá alternando com as cartas de baralho, os doces e os incensos e por último coloque o pandeiro. Leve em um local de jardim bem limpo, forre o chão com o cetim, coloque a taça com vinho ao lado e o restante deixe na garrafa. Acenda as velas em volta de modo que não queime o cetim e peça à cigana que te ajude a conseguir o que está desejando.

Para Exú dar bons caminhos

01 folha de mamona
Um pouco de farofa de dendê
03 moedas
Um pouco de milho de galinha torrado
01 vela branca

Coloque a farofa de dendê na folha de mamona, o milho torrado e por cima as moedas. Leve em uma encruzilhada de bastante movimento e coloque a obrigação junto com a vela acesa, pedindo a Exú lonã que lhe de os caminhos que está pedindo.

Oferenda a Exú Tiriri

01 garrafa de cachaça
01 charuto
01 caixa de fósforos
07 bifes
01 alguidá
Pacote de farinha de mandioca
01 vela vermelha e preta
dendê

Faça uma farofa crua de dendê, coloque no alguidá, por cima coloque os bifes fritos no dendê com cebola ralada e, leve em uma encruzilhada. Entregue com a vela acesa, derrame um pouco de cachaça em volta deixando o resto na garrafa acenda o charuto e coloque ao lado com a caixa de fósforos e peça com muita fé tudo que desejar que Exú Tiriri faça.



Contrato


Arte - Exú - Magia do Caos' alt='Arte - Exú - Magia do Caos
Arte - Exú - Magia do Caos' alt='Arte - Exú - Magia do Caos
Arte - Exú - Magia do Caos' alt='Arte - Exú - Magia do Caos
Arte - Exú - Magia do Caos' alt='Arte - Exú - Magia do Caos
Arte - Exú - Magia do Caos' alt='Arte - Exú - Magia do Caos
Arte - Exú - Magia do Caos' alt='Arte - Exú - Magia do Caos
Arte - Exú - Magia do Caos' alt='Arte - Exú - Magia do Caos
Arte - Exú - Magia do Caos' alt='Arte - Exú - Magia do Caos
Arte - Exú - Magia do Caos' alt='Arte - Exú - Magia do Caos

Comentários

  1. Quero pedir a exú algo especifico,então em geral é só fazer uma oferenda a ele com coisas de seu agrado,como pinga e etc e fazer meu desejo??

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.