“Banimentos são um espécie de Camisinha metafísica” Marcos Keller

O que é um ritual de banimento?

A grande maioria dos rituais de banimento tem como base a limpeza energética do local ou das pessoas. Em geral os rituais de banimentos são utilizados antes de fazer qualquer tipo de magia justamente para que energias “ruins” ou “densas” não façam parte do momento do ritual mágico. Por esse motivo sempre é recomendado fazer banimentos antes de lançar qualquer intento, tanto na hora de fazer um sigilo quanto antes de se conectar com um Servo Público.

Um bom ritual de banimento deve limpar as energias do local e, principalmente, limpar sua própria energia de forma que sua mente possa funcionar livremente sem “obsessores”, “encostos”, sentimentos ruins, etc. É importante também que esse ritual te coloque no momento presente, ou seja, te force a estar onde está e prestar atenção no que você está fazendo.

Embora muita gente use rituais de banimentos só com a intenção de “limpar geral” você pode colocar intenção no banimento e “atacar” diretamente aquilo que está te incomodando. Se você tem dificuldade de fazer magia por causa de ansiedade, por exemplo, você pode focar em banir essa ansiedade.

Rituais populares de banimento

Entre os caoístas os rituais de banimento mais populares são o Ritual Menor do Pentagrama e o Ritual Gnóstico do Pentagrama. Em geral pessoas que ainda não tem muito contato com a magia preferem usar rituais prontos por não ter segurança para fazer o próprio, mas você pode fazer o seu ritual como quiser, da forma que quiser. O que importa é o poder de sua intenção.

Qualquer tipo de oração já vem carregada de banimento, portanto você pode apenas sentar em silêncio e rezar um Pai Nosso ou Ave Maria, assim terá entrado no estado mental necessário. Dei exemplo de orações cristãs, mas você pode usar orações de qualquer religião ou mantras. Observe que não é só recitar as palavras, você deve carregar as palavras com a intenção de limpeza energética.

A gargalhada também é um banimento muito apreciado entre caoístas e comumente utilizado na Umbanda. A risada bane as energias ruins pelo próprio som e significado da mesma. Observe que usamos esse banimento até no dia a dia, quando alguém tenta nos constranger e rimos da cara da pessoa é uma forma prática de uso do banimento.

Palavras com som de xis também tem poder de banimento, o xis chama para o momento presente e faz focar sua atenção, na Umbanda é muito usado também, ou com o som de xis sendo repetido como se fosse som de cobra.

As palmas também são usadas como banimento, basicamente você bate palma algumas vezes como se estivesse espantando toda a energia negativa do local.

Meditações com foco no “momento presente” também podem ser usadas como banimento. Basta respirar fundo algumas vezes, deixar que os pensamentos e sensações passem, observe internamente seus incômodos e deixe-os para lá. Qualquer tipo de meditação pode ser feita, desde que a intenção seja a de “limpar” sua mente.

O Ritual Combo que publiquei aqui é ótimo para banimento ou energização e segue os princípios básicos de fortalecimento interno e limpeza energética.

O que é importante no ritual de banimento

Qualquer ritual de banimento, ou mesmo um gatilho simples como falar uma palavra, podem efetuar a limpeza que você precisa, mas você tem que entender o que um ritual de banimento faz, seja para usar os rituais prontos, seja para criar seu próprio ritual.

Consciência do local e limpeza do ambiente

Caso vá fazer uma magia no local a primeira coisa que deve ser levada em consideração é o espaço físico. Você precisa ficar consciente de onde está e de tudo que está no mesmo local que você. Essa parte é muito importante para quem quiser limpar o local, banir energias negativas, ou obsessores. Limpar o ambiente de forma física também pode fazer parte do banimento. Organizar o local, guardar coisas aleatórias e deixar o local limpo é uma forma de banimento. É bom manter em seu local de magia (ou local de trabalho) apenas elementos que você precise no ritual ou trabalho. Elementos aleatórios jogados pelo ambiente podem se tornar obsessores pelo simplesmente fato de que eles chamam a sua atenção e te distraem. Você pode ritualizar essa limpeza fazendo uma faxina usando anil, sal grosso, ou defumando o ambiente. Uma frase de poder que pode ser usada é: “Este local está protegido sob a benção de (entidade de sua escolha) e apenas energias positivas podem transitar nesse local. Que assim seja!”.

Transmutação energética

Outra base é tomar consciência de sua energia atual e então transmutá-la em energia “limpa”. Para que isso aconteça da forma mais eficiente você deve estar consciente de como você está energeticamente. Entenda como você está, se está ansioso, com medo ou com qualquer tipo de sentimento “ruim” e então force eles para fora, ou transforme-os em sentimentos bons. Para isso a simples meditação, atenção plena ou entrar em gnose já faz o truque. Você inclusive pode visualizar sua energia interna mudando de cor, densidade ou forma. A visualização é uma arma poderosa de transmutação e proteção. Para ritualizar essa parte você pode fazer tudo internamente, usando visualização, ou usar mantras, orações ou frases de poder. Exemplos: “Limpo estou, limpo permaneço, calmo estou, calmo permaneço, seguro estou, seguro permaneço, que assim seja!” ou “Que minha ansiedade se torne calma com as bençãos de (entidade de sua preferência). Que assim seja!”.

Barreira energética

O importante não é apenas limpar as energias, mas também mantê-las longe pelo tempo que precisa para efetuar o ato mágico. Portanto é bom você criar uma barreira protetora ao seu redor, ou ao redor do local que você está. Dessa forma você já deixa programado para que as energias não se alterem durante o ritual. Nesse caso a visualização pode ser usada da mesma forma, basta você imaginar e energizar uma barreira invisível ao seu redor. Caso precise de uma barreira física você pode fazer um círculo de proteção usando sal grosso, ou só desenhando um dos vários círculos de proteção que existem por ai. “E assim selo esse local contra qualquer energia invasora, que todo o mal se vá e só fique o bem, que todo o negativo se vá e só fique o positivo. Que assim seja!”

Momento Presente

Embora pareça bem óbvio, se posicionar no “momento presente” é essencial para estar “limpo”. Normalmente quando fazemos um ritual mágico tendemos a visualizar o futuro, pensar no que pode acontecer, lembrar do por quê do ritual, etc. O importante é você não ficar viajando no passado ou no futuro. Para iniciar o ritual você deve ter a consciência de quem é, onde está, o que está fazendo e o que deseja. A consciência do momento funciona como um tipo de proteção, visto que a sua atenção estará voltada para o que você está fazendo e não em problemas, “obsessores” ou qualquer tipo de “encosto” que você tiver.

Exemplos de Rituais simples de banimento

Limpeza de ambiente

Faça uma limpeza física no local, coloque tudo no seu devido lugar e mantenha visível apenas objetos e símbolos que podem ajudar na sua magia. Opcionalmente você pode acender incensos, velas, fazer defumação ou usar anil na limpeza. Após o ambiente estar limpo, arrumado, você pode selar o banimento com a seguinte frase: “As boas energias fluam por esse local e que nenhuma energia negativa seja capaz de adentrá-lo, com as bençãos de (a entidade de sua preferência). Que assim seja!”

Limpeza do corpo físico e energético

Um banho comum já é uma limpeza física ótima para iniciar qualquer tipo de trabalho, mas caso você esteja com energias muito carregadas pode fazer um banho de ervas, de sal grosso, pétalas ou simplesmente um demorado e relaxante banho de espuma na banheira. O importante é que você tenha a intenção de que aquele banho seja uma limpeza energética.

Meditação é uma forma prática de fazer qualquer tipo de limpeza energética pois ela vai te levar ao estado de consciência que você precisa para afastar todas as energias negativas.

Você também pode fazer tal como está explicado no Combo Ritual:

Feche os olhos e coloque as mãos abertas e unidas acima do peito. Visualize sua energia interna se acumulando no chakra do coração (aproximadamente onde suas mãos devem estar). Recite (mentalmente ou não) “Toda a minha energia está sendo purificada” na visualização você pode ver a energia “limpando” até ficar branca ou transparente e mais “calma”.

Continue recitando “Minha energia me purifica e me protege” Enquanto visualiza essa energia se expandindo para todo o corpo expulsando qualquer energia negativa (ou dor) e depois transcendendo seu limite físico para formar uma “bolha” protetora em torno de você.

Criação de barreira energética

Para criar a barreira basta visualizá-la como um escudo, opcionalmente você pode usar o Octo. As barreiras podem ser criadas fisicamente usando sal grosso ou desenhando um círculo de proteção. Para fazer a barreira em si, segue o exemplo de como foi feito no Combo Ritual:

Depois de imaginar a energia te limpando e se mantendo em uma forma específica recite “Nenhuma energia externa poderá me atingir sem que eu perceba” nessa hora visualize seu escudo energético se fortalecendo “toda energia que chega a mim será transmutada em energia benéfica para mim” visualize qualquer energia externa mudando de cor e/ou forma ao atingir sua barreira de proteção. “Estou completamente protegido de qualquer energia externa.”

Preparação para se conectar a um Servo Público

A ferramenta de meditação do site foi pensada para que o banimento já aconteça dentro do ritual, simplesmente por causa dos fatores de “atenção” que são colocados, como por exemplo a roda do caos girando de forma hipnótica e a frequência de fundo. A própria meditação funciona como banimento nesse caso. Mas caso queira um banimento simples para “ter certeza” então utilize o Combo Ritual que é rápido e fácil de fazer. Caso queira uma mais simples ainda basta se levantar, ficar com coluna ereta, ombros relaxados, braços soltos, olhando levemente para cima e respire conscientemente por 10 ciclos focado apenas na respiração. Depois dos 10 ciclos observe se você está bem ou se alguma coisa te incomoda ainda, caso ainda exista um incomodo separe ele e faça novamente.

Banimento antes e depois?

Uma dúvida comum sobre a conexão com servos é se devemos fazer o banimento antes e depois da conexão. Isso vai depender de várias variáveis e não tem uma regra fixa, mas vou passar algumas considerações:

A não ser que você seja um transmutador energético experiente é sempre recomendável fazer banimento antes de qualquer ato mágico. Lembrando que não precisa ser um ritual complexo e sim qualquer um que lhe faça entrar na frequência neutra.

Caso sua magia seja um pedido que desencadeará um evento no futuro não há contraindicação de fazer um banimento logo após o ritual. É indicado, principalmente, se estiver usando energias densas como nos rituais de goétia ou usando servos mais “pesados” como The Opposer, The Dead, The Depleted, The Desperate ou Zobaq.

Caso você esteja ativando uma habilidade ou característica de uma entidade em si, então não é necessário fazer banimento, ou se fizer deve-se lembrar de não banir a “energia” que você adquiriu com o servo.

Um exemplo é a The Carnal, em geral o uso dela é exatamente para transmutar suas energias internas aflorando a energia sexual. No caso de tê-la invocado para que você fique mais sexy, tenha auto-estima elevada, etc, não é necessário um banimento no fim do ritual, ou você pode fazê-lo lembrando de manter a energia dela.

Banimento com foco

O banimento pode ser feito com um foco específico em vez de ser usado apenas para limpeza energética. Para isso a única coisa que você precisa fazer é ter esse foco em seu intento.

Você pode, por exemplo, banir qualquer sentimento de si, seja a ansiedade, o medo, a insegurança, etc. Ou pode banir uma pessoa ou entidade de sua vida (ou da vida de outros).

Exemplo de uso para banir sentimentos

Mantenha os olhos fechados, coluna reta, rosto levemente inclinado para cima e respire fundo por 5 ciclos e depois recite: “Sou o que sou e estou no controle, a [ansiedade] não faz parte de mim e não a quero em minha vida. Vá embora [ansiedade] e deixe que a [calma] tenha predominância em mim. Que assim seja!”

Para banir uma pessoa da sua vida

Nesse caso tem um truque, é de suma importância você fazer uma limpeza geral física e virtual de tudo que pode te fazer lembrar dessa pessoa. Se estiver querendo esquecer um amor, por exemplo você deve bloquear a pessoa em todas as redes sociais e jogar fora tudo que tem e que faz lembrar dela. Isso é necessário pois o nosso cérebro está condicionado a buscar informações sobre quem conhecemos e a dar atenção. A grande questão é justamente a atenção, ela é praticamente magia por si só, então quanto mais atenção você der a alguém, mais essa pessoa se mantem em sua mente, o segredo é cessar completamente essa atenção e por isso você deve bloquear tudo. Caso isso não seja possível, como no caso de “banir” o chefe, em vez de um amor, basta parar de dar atenção a pessoa que será banida (só dar atenção quando lhe for requisitada).

Depois de feita a limpeza física e virtual pense em qual é o intento exato de seu banimento. Eu por exemplo usei o seguinte intento “Estarei invisível para meu chefe, ele não sentirá minha falta e não me incomodará mais, além disso se sentirá incomodado todas as vezes que conversar comigo ou estiver no mesmo lugar que eu.”. Com o intento em mente basta você energizá-lo diariamente até perceber a diferença.

Para esquecer o grande amor você pode se condicionar a fazer o banimento todas as vezes que lembrar da pessoa. Exemplo: “Fulano não faz parte de minha vida e minha atenção será melhor utilizada em X”. Sendo X, aquilo que você deveria estar fazendo no momento em vez de pensar na pessoa.

Opcionalmente você pode usar simpatias prontas ou pó de sumiço.

Considerações gerais

Embora muita gente se sinta segura com rituais, o banimento é um “estado de espírito”, é você se forçar a estar em uma frequência “neutra” para que as emoções (ou energias negativas) não atrapalhem em sua magia. Você pode se manter em um estado continuo de banimento e proteção bastando se manter consciente de si e do mundo.

Ao fazer um ritual de banimento, lembre que o foco não é o ritual e sim o poder de sua intenção. Você pode fazer o ritual mais complexo do mundo, se no final dele você não sentir que ele limpou as energias então de nada adianta. Mas se você colocar intenção em uma simples frase, ou mesmo palavra, ela pode ser o ritual completo. Eu por exemplo uso simplesmente a palavra “Deixa”, ou “Deixa rolar” e “Deixa acontecer”. Isso por que já me programei para efetuar o banimento com a palavra “Deixa”. Também me programei para que o banimento aconteça sempre que eu unir as mãos. 🙏

Você pode fazer banimento quantas vezes quiser na hora que quiser. Para quem não está acostumado com magia quanto mais melhor, até que fique fácil você fazer as transmutações energéticas necessárias. O ideal é que se torne algo tão automático na sua vida que você nem precise mais fazer rituais, bastando fazer as transmutações internas necessárias.

Caso esteja começando você pode usar o Combo de Rituais que pode ser feito várias vezes ao dia e não tem contra-indicação. Ele é ótimo para quem ainda não tem prática com magia, o iniciante pode efetuá-lo diversas vezes ao dia.