fbpx

Niro

Meditar com o Sigilo

Para entender como funciona esse processo leia as instruções.
X
Sigilo - Niro – Servidor Onírico – Servo Público - Magia do Caos
Sigilo - Niro - Os Quarenta Servidores de Tommie Kelly - Magia do Caos

Servo que ajuda no aumento da capacidade de se lembrar dos sonhos; a regulação de uma rotina de sono saudável; a manutenção da pineal, de forma a aperfeicoá-la; e o aumento da taxa de projeções astrais conscientes.

Descrição

Nome e Objetivos

Niro vem de “onironauta”, que seria um termo para aqueles que trafegam pelos sonhos. Niro é na verdade um psicopompo, um condutor das almas focado no plano astral. Sua especialidade é facilitar o acesso ao inconsciente e também aos planos sutis, de forma que ele atua tanto interna quanto externamente, conciliando a psiquê do magista e trabalhando sua consciência constantemente.

Os efeitos esperados do uso contínuo de Niro são: o aumento da capacidade de se lembrar dos sonhos; a regulação de uma rotina de sono saudável; a manutenção da pineal, de forma a aperfeicoá-la; e o aumento da taxa de projeções astrais conscientes.

Descrição

Niro é um dragão serpente, similar aos seres mitológicos que se dizia habitarem o antigo império chinês. Suas escamas cobrem todo o seu longo corpo e habitualmente apresenta-se envolto em nuvens e flutuando por uma longa extensão de um céu claro. A luz que seu corpo emite é muito chamativa e serve muitas vezes como marca pessoal ou como guia para um adepto que porventura se perca no Sonhar.

A impressão primária que Niro passa é a de uma criatura anciã, um sábio portador de mistérios, pacífico mas impenetrável, que é imponente e deslumbrante em sua luz, beleza e extensão.

Muitas vezes, no entanto, se apresenta na forma de uma espiral prateada que dá sete voltas concêntricas ao redor de si: uma escada de luz para se galgar quando em sua função ativa de facilitar o acesso para os planos mais elevados.

Niro, embora se apresente neutro, é de temperamento bondoso e de uma sabedoria ímpar, disposto a auxiliar os magistas que o utilizam a aproveitar da melhor forma possível seu período de latência do corpo físico. Sua função é trabalhar no plano de fundo dos sonhos e algumas vezes até se manifestar a fim de auxiliar na elucidação das tramas. Como esta é sua ativação passiva, há algumas marcas pessoais para distinguí-lo do contexto onírico, como o seu fator reluzente e sua característica cor prateada que o fazem marcante e atentam ao sonhador que aquele é um elemento externo ali presente apenas como um facilitador.

Magick

Ativações

Função Ativa:

Como já foi dito, Niro se apresenta como uma escada espiral que facilita o acesso aos planos mais elevados, sendo que para isto é necessário apenas invocá-lo e trabalhar com visualização criativa. É possível visualizar seu sigilo e chamar por seu nome, mas também há um mantra, disposto mais abaixo, que pode ser entoado enquanto se sobe os degraus ou até adormecer, como se pode fazer também em sua função passiva.

Essa forma de atuação é muito interessante por que configura uma técnica segura de projeção astral por si só. Acessar Yesod pelas escamas de Niro é estar sob sua proteção e orientação em qualquer situação que possa ocorrer.

Função Passiva:

A função passiva de Niro, também já citada em sua descrição, é a de atuar no inconsciente do utilizador, em íntima consonância com sua essência (e então o colocaríamos como uma roupagem do SAG), trazendo à tona elementos que podem ser úteis à auto-análise e ao constante aperfeiçoamento do magista. Niro tem seu foco de atuação nos chakras coronário e frontal e o trabalho constante com ele permite que as glândulas pineal e pituitária possam ser alinhadas, purificadas e aperfeiçoadas, intensificando suas funções de acordo com a necessidade do sonhador e com a sua possibilidade de gerenciamento.

Niro não se excede em suas funções sendo o bem estar de seu utilizador sua meta principal e pautando-se sobre isso para realizar seu trabalho. A palavra de ordem de Niro é sutileza e sua dedicação ao seu trabalho lhe tem dócil e fiel à sua função.

Paralelamente, Niro também atua sugestivamente para que o adepto regule o ritmo de seu sono, intuindo-o a especificar horários certos para desfrutar do melhor aproveitamento de seu sono, não indo dormir nem acordar tão tarde durante sua rotina diária – sendo, claro, flexível para compreender dias atípicos e não interferindo no livre arbítrio de seu utilizador. A função de Niro aqui é apenas ser um conselheiro a fim de sugerir a melhor forma de desfrutar do sono & do sonho.

Todas estas variáveis resultam num servidor dedicado a auxiliar nas realizações, e não ser um realizador exclusivo, de modo que não há concentração de poder ou de função e há uma interação e trabalho mútuo entre o magista e o servidor.

Sigilo

O sigilo de Niro foi construído para ativá-lo, seja antes de dormir para suas funções passivas, seja na visualização criativa para acessar planos internos ou externos. A estética dele é baseada nas sete espirais pelas quais ele se apresenta e seu movimento ascendente é bastante sugestivo, ancorando inúmeras referências ao glifo por si só.

Mantra

“Om Nirom Nirom Nau
Om Nirom Nau”

O mantra de Niro segue uma linha bem parecida com a hindu clássica. Utiliza-se da chave “Om” e numa repetição rítmica e rimada o nome de Niro ganha o “M” ao final, fazendo da frase uma derivação da palavra “onironauta”. É um mantra simples e, por isso, prático, de forma que ele pode ser repetido mentalmente sem problemas antes de dormir, até se pegar no sono.

Atentamos a um último detalhe: além do belo encaixe ao reduzir a segunda sentença do mantra, acabam-se as palavras por somarem o número sete, número de Niro. Com isto, o praticante tem também a opção visualizar-se entoando uma palavra a cada espiral percorrida, acessando o portal no topo da escada.

Assentamento

Niro é assentado numa estrutura montada artesanalmente que consiste em uma base redonda de madeira com uma válvula cilíndrica de cobre em que em seu interior há um cristal quartzo transparente pontiagudo, apontando para cima, envolvido em argila. Ao redor deste cilindro, há uma espiral de arame formando sete voltas concêntricas ascendentes, no mesmo sentido para o qual aponta o cristal. Toda a estrutura é pintada de prata – exceto o cristal, claro – pois esta é a cor de Niro.

O cristal é o coração da estrela e a base do servidor. É nele que está programado toda a configuração de Niro. Este é um ponto de força que permite ao servidor crescer mais rápido e irradiar suas energias com maior intensidade. Também ali se ancora a consciência do magista, de forma que apenas de pousar os olhos sobre a estrutura já se reforça a intenção do ente.
Para os magistas que queiram ancorar Niro, um simples cristal de quartzo branco, depois de limpo, pode ser consagrado para essa finalidade, fortalecendo o laço energético entre o sonhador e o servidor. Embora isso não seja de forma alguma necessário, é interessante para quem quer ter experiências mais profundas com esta ferramenta.

Manutenção

Niro é um servidor extremamente prático porque seu assentamento já lhe confere um grande montante energético, de forma que sua “alimentação” consiste basicamente na Vontade de seu utilizador de se envolver mais com o mundo onírico. A prática do diário de sonhos é extremamente recomendada e potencializa por demais o servidor. Gravar seu sigilo nas páginas do diário também é uma boa ideia. Visualizá-lo ou desenhá-lo antes de dormir facilita sua ativação e, como um ser consciente, conversar com ele pode te levar a solucionar dúvidas e aprender técnicas novas para se utilizar no mundo de Morpheus.

Não há nenhuma demanda de rito específico para Niro, só o que o magista precisa fazer é dedicar-se a seus sonhos.

Duração do Servidor

Niro é um servidor de tempo indeterminado. Como sua ativação visa o bem estar coletivo e a função dos sonhos é inerente ao ser humano, sua existência é auxiliar ao sono e pode estender-se permanentemente sem problema algum.

Niro esta aqui sendo ativado como um servidor de cunho coletivo e não individual, o que significa que ele pode ser utilizado por várias pessoas, até mesmo simultaneamente. Essas pessoas podem criar suas próprias matrizes para assentarem Niro ou simplesmente podem utilizá-lo sem nenhuma base física, já que sua imagem astral já existe e está configurada para atender a todos.

Destruição

A destruição de Niro se dá primeiro pela destruição de sua estrutura física original. Após isso, na visualização, ergue-se a pedra de ametista e profana-se:
“Que haja a separação dos mundos! Que os limites sejam impostos! Que os véus fechem-se sobre o sonhar!”
Então vê-se a esfera sugando Niro numa espiral anti-horário, fecha-se tal portal e, após isso, destrói-se a pedra na visualização.
A pedra no plano físico deve ser devidamente descarregada e então despachada em uma encruzilhada.

Links Externos

Dê uma nota 🙂
RuimBomÓtimoFanstásticoDivino
Loading...
Arte - Niro - Servidor Servo Público - Magia do Caos

Deixar Um Comentário