Ritual do Pássaro Cinza

A tristeza é parte indissolúvel dos sentimentos humanos. O uso do presente ritual não é uma afronte a este impulso natural, mas uma ferramenta para lidar com ele. É recomendado sua execução no caso de melancolia prolongada cuja a causa esteja além de qualquer reação humana, como a depressão sentida pela perda de entes queridos ou danos irreparáveis em qualquer aspecto da vida.

Preparação:

Crie um sigilo com a solução de seu problema. Por mais impossível que seja, como trazer um morto de volta a vida, ou a solução de todos os seus problemas financeiros, conjugais, etc…

O objetivo do sigilo não é carregar a solução, mas ser a concentração de um consolo utópico.

Desenhe o sigilo em lenços de papel. Prepare também uma pira ou bacia para futura dissolução do papel.

O Ritual

1. O Adepto deve montar um o altar voltado para o Sul. Sobre o altar devem estar dispostas uma vela branca, uma vela negra e um incenso de mirra.

2. Realiza algum Ritual de Banimento e acenda as velas e o incenso de mirra.

3 . É feita a invocação ao pássaro cinza nos moldes dados abaixo enquanto se visualiza um imenso pássaro cinza escuro de olhos nigérrimos se aproximando e pousando diante o adepto:

“Pássaro Cinza,

Grande senhor do Reino das Lágrima, aonde reside toda a tristeza e todo o pesar!

Tu cria, destrói e carrega toda a tristeza!

Tu és aquele que secretamente inspira artistas e nos revela os tons de cinza do sol.

Não há beleza que te supere, seu cantar muda a forma do mundo!

Vem Grande Pássaro Cinza! Pouse em minha mente, mas não faça ninho.

Sofrimento é parte da vida, então que eu sofra aqui e agora, e de uma vez.!!’

4. O Pássaro Cinza Agora está presente e abaixa a cabeça em sua direção. Comece então a pensar e a recordar intensamente o motivo pelo qual estas triste. Que chore e sinta profunda a tristeza máxima sem nada esconder ou segurar.

5. Quando as lágrimas verterem direcione toda a tristeza para ao pássaro. Perceba a melancolia se transferindo de você para ele. Gaste tanto tempo quanto for o necessário.

6. Enxugue as lágrimas com os lenços preparados com o sigilo. A essa altura você deve estar vazio de sofrimento e livre de melancolia enquanto o Pássaro Cinza está trasbordante de tristeza, que é a sua natureza básica. Dissolva o sigilo em água ou queime-o no fogo.

7. Agradeça a Presença do Pássaro, e se despeça dizendo algo como:

“Pássaro Cinza, Agradeço por sua visita. Leva agora minha tristeza com você, para seu reino distante no país das lágrimas.”

8. Veja o Pássaro Cinza partir voando para longe, levando com ele seu sofrimento. Deve-se então sentar-se confortavelmente e sentir plenamente o alivio de se ter descarregado a melancolia, mergulhando profunda paz interior.

9. Finaliza-se então algum ritual de banimento e sela-se a cerimonia bradando:

“Está Feito!”



Últimos Vídeos do Canal



Últimos Posts no Blog

Ritual Caótico do Choque de Egrégoras

Ritual Caótico do Choque de Egrégoras

O Ritual Caótico do Choque de Egrégora é essencialmente um Ritual de Assunção Forma-Deus, embora possa ser utilizado para qualquer fim que o operador quiser. O "Choque de Egrégora" no nome foi colocado para desmistificar a ideia de que egrégoras diferentes não podem trabalhar juntas, portanto o ritual não é para chocar engrégoras e sim para fazê-las trabalhar em sinergia para um mesmo propósito.
O que são Servos Astrais?

O que são Servos Astrais?

Servos Astrais podem ter os mais diversos conceitos dependendo do sistema, paradigma ou crença que você utilize. Na filosofia da Magia do Caos é convencionado que Servos Astrais são Formas-Pensamento. Diferente dos Sigilos que são apenas a representação de um intento (intenção, desejo), os Servos Astrais são representações de Habilidades, Características ou Arquétipos. Formas-Pensamentos são literalmente pensamentos que tomaram forma. Os pensamentos em […]
Contrato com Servos Astrais

Contrato com Servos Astrais

Muitas pessoas tem dúvidas sobre o tal “contrato” de ativação de servidores, mas rola uma confusão sobre a questão. O contrato do servidor é simplesmente a ficha do servidor, ou seja, ao criar o servo astral você faz o “contrato” que basicamente é a descrição das características do servidor e da forma como ele deve funcionar. No entanto […]
Ensaio sobre o EGO

Ensaio sobre o EGO

Dissecando o mecanismo do ego, para deixar de ser escravo desse mecanismo
Como criar um Servo Astral

Como criar um Servo Astral

Passo a passo de criação de um Servo Astral com seus requisitos essenciais e opcionais.


Últimos Textos da Biblioteca

A Origem do Satanismo na Maçonaria – PDF

A Origem do Satanismo na Maçonaria – PDF

Autor: Arthur Edward Waite Baixar A Origem do Satanismo na Maçonaria em PDF
A Difícil Missão de ser Ambidestro

A Difícil Missão de ser Ambidestro

A ideia de Mão Esquerda e Mão Direita vem do Vāmācāra Tantra (Tantra da Mão Esquerda) e do Kaulācāra Tantra (Tantra da Mão Direita); a primeira, diz respeito a deificar o que é comumente visto como demoníaco: “(...) comeis ricas comidas e bebeis vinhos doces e vinhos que espumam! Também, tomai vossa fartura e vontade de amor como quiserdes, quando, onde e com quem quiserdes!”; ou, como diria Menudo: “Não se reprima!”.
Anjos Fósseis – Alan Moore

Anjos Fósseis – Alan Moore

Fossil Angels é uma espécie de “ensaio-manifesto” que trata basicamente do estado da magia e espiritualidade no mundo atual, onde Alan traz críticas ácidas e contundentes a todos os demais magos e místicos, juntamente com conselhos preciosos e um otimismo implícito em relação a um possível futuro mais pleno de espiritualidade, tudo permeado com a mais fina ironia, numa linguagem por vezes rude e brutal, por vezes impregnada do bom humor britânico.
Manual da Baderna Mágicka – Magickando

Manual da Baderna Mágicka – Magickando

Manual da Baderna Mágicka é um manual prático de magia ativista feita pela galera do Magickando
Santos SÃO Servidores

Santos SÃO Servidores

Os santos católicos, assim como as entidades da Umbanda, são servidores.